PSICODRAMA INFANTIL: CRIAÇÃO DE HISTÓRIAS EM QUADRINHO COMO OBJETO INTERMEDIÁRIO E INTRAINTERMEDIÁRIO

Autores

  • Mayara Pompeo dos Santos Associação Brasileira de Psicodrama e Sociodrama – São Paulo (SP), Brasil.
  • Maria Aparecida Fernandes Martin Associação Brasileira de Psicodrama e Sociodrama – São Paulo (SP), Brasil.

Palavras-chave:

Psicodrama infantil, Objeto intermediário, Objeto intraintermediário, História em quadrinho, Espontaneidade

Resumo

O presente trabalho apresenta e discute a criação conjunta de histórias em quadrinho como objeto intermediário e intraintermediário na psicoterapia psicodramática com crianças. Foram realizados um relato de experiência do caso G e um estudo da arte, possibilitando reconhecer histórias em quadrinho como objetos intermediários e intraintermediários conforme o objetivo de sua utilização nas sessões, permitindo o uso de técnicas psicodramáticas, diminuindo o campo tenso e recuperando a criatividade-espontaneidade do paciente. Foi possível concluir que o emprego de histórias em quadrinho propicia maior vínculo entre terapeuta e criança, além de fornecer meios ao paciente de se expressar sem receio, abrindo espaço para o jogar psicodramático, para a cocriação e para o encontro de novas respostas para situações vividas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2024-03-05

Como Citar

Pompeo dos Santos, M., & Martin, M. A. F. (2024). PSICODRAMA INFANTIL: CRIAÇÃO DE HISTÓRIAS EM QUADRINHO COMO OBJETO INTERMEDIÁRIO E INTRAINTERMEDIÁRIO. Revista Brasileira De Psicodrama, 32. Recuperado de https://www.revbraspsicodrama.org.br/rbp/article/view/640

Edição

Seção

Artigos Originais